Homeopatia

O fundamento teórico e empírico da Homeopatia é o conceito chamado de Lei dos Semelhantes, muitas vezes resumidos como “os semelhantes curam semelhantes” ( similia similibus curantur).

Talvez mais do que qualquer outra coisa o que distingue a prática homeopática de outras abordagens médicas é que, em vez de concentrar nas causas específicas na doença (como vírus e bactérias), concentra-se nas especificidades dos sintomas da doença, da maneira como são sentidos pelo paciente.

A Lei dos Semelhantes citadas pelo pai da medicina Hipócrates 450 a.c. fundamenta-se em os “semelhantes curam-se pelos semelhantes” ou seja, uma substância que causa determinados sintomas em uma pessoa saudável levará, em doses diminutas, a cura de uma pessoa doente que apresenta os mesmos sintomas.

Este método terapêutico foi desenvolvido pelo médico alemão Samuel Hahnemann, há mais de 200 anos e, apesar do mecanismo de ação ainda não estar bem elucidado, a sua ação pode ser avaliada pelos resultados clínicos satisfatórios que os pacientes apresentam.

Os medicamentos são feitos em várias diluições: tintura-mãe (TM), dinamizações decimal (D), centesimal (CH), fluxo continuo e outras. Apresentação em solução aquosa, solução alcoólica, glóbulos, papéis, cremes, ungüentos e pomadas conforme prescrição médica. São preparados a partir de substâncias encontradas na natureza: seja animal, vegetal, mineral ou substâncias artificiais.



Cuidados com os medicamentos Homeopáticos:

  1. Glóbulos devem ir diretamente do frasco para a boca sem nenhum contato com as mãos. No caso das crianças ou outras situações de maior dificuldade, podem ser colocados na própria tampa do frasco.
  2. Gotas: podem ser colocadas direto na boca e, de preferência, embaixo da língua.
  3. Se puder evite ou suprima as substâncias abaixo citadas, pelo menos no dia em que tomar a medicação, para que não ocorra interferência na ação medicamentosa: fumo; café; chocolate; temperos/especiarias; excesso de sal ou açúcar; perfumes fortes; creme dental com sabor acentuado;
  4. Evite ter produtos à base de cânfora , pois ela é considerada o antídoto universal dos medicamentos homeopáticos;
  5. Os medicamentos devem ser guardados protegidos do sol, calor forte, luz direta e longe de aparelhos que emitam radiação: rádio, televisão, forno de microondas, computadores e telefone celular.
  6. Evitar guardar os medicamentos próximos a substâncias que exalem cheiros fortes como: perfumes, sabonetes, produtos de limpeza e inseticidas.


Av. Protsio Alves, 787 - Rio Branco - Porto Alegre - RS